Wanuri Kahiu

Kenya

Quênia

Wanuri Kahiu is a Kenyan film director, producer, and author. She is also the co-founder of AFROBUBBLEGUM, a media collective dedicated to supporting African art. She calls the movie genre of her films ‘Afro Bubblegum Art’, because it is fun, fierce and frivolous.  

 

AFROBUBBLEGUM wants to give an opposite to stereotypical visions of the continent. As she puts it: “Africa is so often portrayed as hurt or dying or sad or broken. We believe that Africa is joyful and full of pride and respect and hope.”  In her films she wants to tell stories of Africans living a joyous, thriving African life. Her movie ‘Rafiki’ telling the story about two young girls in love, was the first Kenyan movie showed in Cannes, but was banned in Kenya. It will be screened during the opening festival.

Wanuri Kahiu é diretora de filmes no Quênia, produtora e autora. Ela também é co-fundadora do AFROBUBBLEGUM, um coletivo de mídia dedicado ao apoio da arte africana. Ela chama o gênero de seus filmes de ‘Afro Bubblegum Arte’, porque é divertido, feroz e volúvel.

O AFROBUBBLEGUM pretende fazer oposição às visões estereotipadas do continente. Segundo ela: “A África é retratada muitas vezes como machucada, morrendo, deprimida ou quebrada. Nós acreditamos que a África é alegre e cheia de orgulho, respeito e esperança.” Nos seus filmes ela pretende contar histórias de africanos vivendo uma vida africana, com alegria e prosperidade. Seu filme ‘Rafiki’ conta uma história de paixão entre duas meninas jovens, e foi o primeiro filme queniano com mostra em Cannes; portanto, foi proibido no Quênia.